domingo, 21 de dezembro de 2014

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

MATÉRIAS PUBLICADAS PELO "JORNAL O POVO". OS GESTORES NÃO PODEM FICAR IMPUNES!!! TEM ESSE E OUTROS! VAMOS A LUTA.


CLIQUEM NOS LINKS ABAIXO:

PÁGINA TRÊS DO JORNAL



NÃO ME INTERESSA SE GESTORES ENTRAM NO BLOG OU QUALQUER OUTRA PESSOA E POSTA AMEAÇAS INDIRETAS. O QUE ACONTECE QUE FALTA VERGONHA NESSA GENTE, QUE DESENCADEOU UM "TSUNAMI" NA EDUCAÇÃO, DIZENDO-SE QUE SÃO COMPROMETIDOS COM A EDUCAÇÃO.

POR QUE NÃO PENHORAM ESSE IMÓVEL PARA VENDER EM LEILÃO NA JUSTIÇA E PAGUEM SUAS DÍVIDAS. PREFEREM DEIXAR SE DETERIORAR COM O TEMPO POR QUE SÃO EGOÍSTAS!

DÁ PENA SE VER LOCAIS QUE NÓS, PROFESSORES, JÁ ESTIVEMOS UM DIA COM OS ALUNOS, DENTRO DO QUE ESCOLHEMOS, E AGORA ESTÁ UM ANTRO DE DEGRADAÇÃO.

TOMEM VERGONHA!!!

06 DE SETEMBRO
 

  

 03 DE SETEMBRO











28 DE AGOSTO


 

 22 DE AGOSTO



DIA 21 DE AGOSTO



Mas, não esqueçamos que existem outros, talvez piores. 



MATÉRIA DO JORNAL "O POVO"

14 DE AGOSTO

 

DIA 15 DE AGOSTO



DIAS 16 E 17 DE AGOSTO

ABAIXO ESTÁ MAIS CLARO


 Projeto de Lei na Alerj pede a desapropriação do campus da UGF, no RJ-Abaixo:

  OS INTERESSES POLÍTICOS $$$ SOBREPUJAM OS INTERESSES DO POVO. O QUE SERÁ QUE "ROLOU" POR TRÁS DOS BASTIDORES ?! CLIQUEM AQUI

 

  Mensagem anterior - Cliquem aqui

 

 

quarta-feira, 28 de maio de 2014

OS INTERESSES POLÍTICOS $$$ SOBREPUJAM OS INTERESSES DO POVO. O QUE SERÁ QUE "ROLOU" POR TRÁS DOS BASTIDORES ?!Até o MEC já respondeu às críticas do ex-dono da UniverCidade, Ronald Levinsohn, menos os docentes


    ATENÇÃO ALUNOS DA UNIVERCIDADE

SOBRE OS DOCUMENTOS ACHADOS NO LIXO:

Projeto de Lei na Alerj pede a desapropriação do campus da UGF, no RJ-Abaixo:

OS INTERESSES POLÍTICOS $$$ SOBREPUJAM OS INTERESSES DO POVO. O QUE SERÁ QUE "ROLOU" POR TRÁS DOS BASTIDORES ?! CLIQUEM AQUI

 

 Até o MEC já respondeu às críticas do ex-dono da UniverCidade, Ronald Levinsohn, menos os docentes - CLIQUEM AQUI

  “O presidente da Assespa parece desconhecer o dever constitucional do MEC, qual seja, zelar pela qualidade da educação superior. Nesse particular, o Ministério da Educação já demonstrou em várias ocasiões a absoluta legalidade do procedimento administrativo e o acerto da decisão que culminou com o descredenciamento do Centro Universitário da Cidade, mantido pelo Grupo Galileo Educacional.


Além disso, o referido processo administrativo, no qual ficaram assegurados a ampla defesa e o contraditório ao grupo mantenedor, teve origem no procedimento de supervisão iniciado em novembro de 2012 por conta das diversas denúncias recebidas em face dos atos de gestão praticados pela Galileo Educacional. Tais denúncias, em conjunto com os inúmeros problemas acadêmicos e administrativos oriundos da antiga mantenedora, a Assespa, foram decisivas para o descredenciamento da instituição de ensino superior (...)”, lembrou o secretário...

RESPOSTAS DO PROFESSOR BRASILEIRO AOS COMENTÁRIOS DO SR. RONALD GUIMARÃES LEVINSOHN - EX-REITOR DA UNIVERCIDADE E PRESIDENTE DA ASSESPA - CLIQUEM AQUI

*** 

Resposta do "DCE" à publicação de Ronald Guimarães Levinsohn na Coluna Opinião – Jornal O Globo (20/05/2014)- CLIQUEM AQUI

 

 RONALDO LEVINSOHN APARECEU! TRAPALHADA DO "MEC" - CLIQUEM AQUI


MENSAGEM ANTERIOR - CLIQUEM ABAIXO:

 

Os líderes do DCE entregaram os documentos achados no lixo , neste dia 24 de maio, no espaço cedido pelo SINPRO-RIO * RESPOSTAS DO PROFESSOR BRASILEIRO AOS COMENTÁRIOS DO SR. RONALD LEVINSOHN - EX-REITOR DA UNIVERCIDADE E PRESIDENTE DA ASSESPA NO JORNAL "O GLOBO" DO DIA 20 DE MAIO * e do "DCE" * * TRAPALHADA DO MEC - CPI DA EDUCAÇÃO SUPERIOR PRIVADA - ALERJ - DIA 21 DE MAIO DE 2014. DESCUMPRIMENTOS DE OBRIGAÇÕES.

 

terça-feira, 20 de maio de 2014

Os líderes do DCE entregaram os documentos achados no lixo , neste dia 24 de maio, no espaço cedido pelo SINPRO-RIO * RESPOSTAS DO PROFESSOR BRASILEIRO AOS COMENTÁRIOS DO SR. RONALD LEVINSOHN - EX-REITOR DA UNIVERCIDADE E PRESIDENTE DA ASSESPA NO JORNAL "O GLOBO" DO DIA 20 DE MAIO * e do "DCE" * * TRAPALHADA DO MEC - CPI DA EDUCAÇÃO SUPERIOR PRIVADA - ALERJ - DIA 21 DE MAIO DE 2014. DESCUMPRIMENTOS DE OBRIGAÇÕES.

ACONTECIMENTOS NA CPI DO DIA 21 DE MAIO 

“Estamos há nove meses e 13 dias sem salários”, reclama docente da UniverCidade-CLIQUEM AQUI

*   ------------------  * 

Os líderes do DCE  entregaram os documentos achados no lixo , neste dia 24 de maio, no espaço cedido pelo SINPRO-RIO.

 

 

UniverCidade: apenas 20% dos estudantes foram reaver os documentos achados no lixo - CLIQUEM AQUI

  Conforme o site Opinólogo
A ex-aluna Angelina Mendes (à esquerda),
conseguiu pegar o certificado, e
Tatiana Martins (à direita),
que o encontrou no lixo.

  Almoço com os líderes do DCE após a entrega dos documentos e nosso querido amigo Opinólogo - Diego Francisco (de óculos à esquerda)

 ***

RESPOSTAS DO PROFESSOR BRASILEIRO AOS COMENTÁRIOS DO SR. RONALD GUIMARÃES LEVINSOHN - EX-REITOR DA UNIVERCIDADE E PRESIDENTE DA ASSESPA - CLIQUEM AQUI

*** 

Resposta do "DCE" à publicação de Ronald Guimarães Levinsohn na Coluna Opinião – Jornal O Globo (20/05/2014)- CLIQUEM AQUI 

***



Justiça determina novamente que o grupo Galileo Educacional entregue o acervo acadêmico


 





OS GESTORES FICARAM IMPUNES!  ISSO NÃO PODE FICAR ASSIM!  VAMOS LUTAR CONTRA ESSAS ARBITRARIEDADES E ILEGALIDADES. ENCONTRAREMOS UM JEITO DE REVERTER ESSE QUADRO.

AGUARDEM!
 


Quem ficou prejudicado? 

O professor!

Não receberam seus salários, seus direitos, e ficou por isso mesmo.

Alguns professores tiveram suas transferências assistidas para a Unesa, Veiga de Almeida, mas somente um pequeno grupo. Contudo, estes também não receberam nada.

E os verdadeiros culpados?

Quem é que vai pleitear os direitos dos professores que ficaram sem seus empregos, sem seus salários, seus FGTS, INSS, etc...

O MEC pode descredenciar uma Instituição por problemas trabalhistas? 

Sinceramente, "NÃO"...

Ao descredenciar o silêncio imperou e não se ouve mais falar em lutar.

Juridicamente o que deveriam ter feito: 


1. Requerer ao juiz trabalhista uma INTERVENÇÃO para que fosse nomeado um INTERVENTOR e tentasse reerguer as Instituições para fins de pagar direitos trabalhistas! 





2. Não procurar o MEC para fins de não cumprimento de CONTRATO DO TRABALHADOR, pois não cabe ao MEC analisar direitos trabalhistas.

O desemprego assola vários professores dessas Instituições.

O SINPRO-RIO luta neste momento pelo cumprimento das contratações de professores pelas Instituições que assumiram as transferências assistidas, além do cumprimento do Edital no que se refere à bolsas/ gratuidades de filhos de professores entre outros descumprimentos.


O MEC nunca deveria ter sido procurado em primeiro lugar, e sim, o Ministério Público do Trabalho.

As atribuições do MEC tem a ver com Educação, mas com relação a salário de professores é seara "trabalhista", e, por sua vez "judicial". 

Isso estou sugerindo desde o começo do Blog. Determinadas pessoas sabem disso! Mas ... QUEM SOU EU?  Um simples professor!!!
Contudo, conheço leis, e não é de hoje...

O que realmente houve?  Por que os professores não foram pagos? Por que tudo silenciou? Por que não atingem os bens dos gestores para pagar as dívidas uma vez que a lei dá esse direito?

 

MENSAGEM ANTERIOR - CLIQUEM ABAIXO:

SITUAÇÃO DOS PROFESSORES DA "UNIVERCIDADE" e da "GAMA FILHO", sem pagamento de seus direitos e sem nenhuma perspectiva de contratação. Vamos nos unir? - CLIQUEM AQUI